O Macho Latino já não é o que era.

Podemos mesmo dizer que estamos perante a versão 2.0 do que ao longo de décadas se entendeu como o macho latino: o macho latino da era da internet já não tem barriga, mas um “six-pack” bem definido, conseguido à base de muitas horas no ginásio ou da ajuda de um personal trainer recomendado pelos amigos.

E também claro – suplementos de musculação.

Por muito que goste de feijoada e de fritos, sabe que tem de optar por uma alimentação cuidada e por suplementos que ajudam a minorar os feitos de uma farra gastronómica.

Acorda cedo para fazer exercício, pratica atividades radicais ao fim de semana, não perde uma maratona ou uma prova de BTT e, claro, gosta de mostrar o corpo trabalhado no Instagram e no Facebook.

O macho latino continua a beber cerveja, mas prefere as cervejas artesanais, acompanhadas por tapas no último “spot” da moda; tem cuidado com as calorias e sabe exatamente o que precisa de fazer para queimar as que consumiu.

Já não compra garrafões de vinho para ter junto à mesa: sabe de cor castas, regiões demarcadas e colheitas, discute harmonizações como quem fala sobre táticas de futebol e já não manda a mulher às compras. É ele quem escolhe o vinho (de preferência numa loja gourmet), os copos em que será servido e qual a melhor ementa para acompanhar aquele Douro premiado no mundo inteiro.

E caso seja preciso impressionar os amigos (e as amigas, claro), pede o gin mais elaborado no bar ou na discoteca, porque a vodka e o whiskey são “uma coisa do século passado”.

À segunda-feira continua a discutir o futebol, mas já não se limita ao seu clube. Opina sobre a Premier League como se tivesse passado o sábado à tarde num estádio, compara as estatísticas do Real Madrid e do Barcelona e até tem um clube favorito no campeonato italiano. E fala da sua equipa no PES 2016 como se fosse o “special one” da PlayStation.

Porque o macho latino já não se limita a dominar o comando da televisão. Sabe tudo sobre gadgets, está sempre atento ao mercado dos smartphones, não dispensa o seu tablet e espera que no aniversário lhe ofereçam um smartwatch.

O macho latino continua a adorar carros, mas já não espera pela crise de meia-idade para comprar um desportivo descapotável ou a moto mais potente do mercado.  Mas antes vai ler todos os testes comparativos, avaliações e questões técnicas. E adora carros “vintage”, de preferência se os tiver reconstruído com peças compradas na internet.

O novo macho latino já não alinha em excursões nem em pacotes de férias. Escolhe o destino, a companhia aérea, o hotel e até sabe onde vai jantar no dia em que aterrar no destino de férias ou de fim de semana prolongado. E sabe quais são os locais obrigatórios para tirar a melhor selfie para depois partilhar nas redes sociais.

Até pode usar barba ou bigode, mas sabe como tratar, aparar e manter a pele cuidada e hidratada.

E mulheres? perguntam vocês. Claro que elas continuam a ser um ponto fraco para o macho latino, sobretudo se tiverem umas asas de anjo da Victoria’s Secret.

A versão 2.0 evoluiu muito em relação às versões anteriores, mas continua sem saber o que é que elas querem. No entanto, esforça-se mais por tentar perceber e sabe que os piropos, além de serem proibidos por lei, já não o levam a lado nenhum. Por isso já não tem medo de mostrar um lado mais sensível e se for um pai de família, já faz muito mais do que mudar fraldas de vez em quando.

Aprende o nome das princesas da Disney, passa o sábado a levar e trazer os miúdos das festas de aniversário dos amigos e se os filhos jogam futebol, partilha com eles o que aprendeu ao longo de décadas a ler jornais desportivos.

Mas acima de tudo, o macho latino gosta de estar informado sobre as últimas tendências da sua espécie e sabe que o MachoLatino.pt é o melhor sítio para as últimas novidades.